Meu encontro com Cap. Kirk

maio 19, 2009 at 9:48 pm (Uncategorized)

Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, tanto tempo que não venho aqui.

T.T

Eu estava esperando uma boa razão para postar no PP, e eu a encontrei HOJE!

Eu andava meio perdida em meio aos meus devaneios sobre a Coreia do Sul e suas estrelas pop, que eu precisava de mais experiencias reais pra por aqui no PP.E foi oque aconteceu.

Hoje eu marquei de me encontrar com um garoto, eu não sou muito de marcar encontros com garotos, eu sou o tipo de garota que não leva nada muito a serio, nem muito longe, mas dessa vez eu pensei “Ah vai, isso não vai me matar.” e eu marquei de me encontrar com o tal garoto no shopping.Claro que eu não avisei em casa do jeito que eu devia, eu avisei “Vou ao shopping com UNS AMIGOS.”

Então eu cheguei lá no horário marcado, ele não estava lá.Eu entrei no shopping e fui marcar um tempinho lá dentro, o problema foi que o tempinho foi tempo o bastante para ele chegar no shopping, não me ver e ir embora.

ahushuahsuhauhsuhaushauhsuahushauhsuahsuhaushauhsuahushausa.

Eu liguei pra ele do meu celular, a cobrar porque sou cara de pau, e então ele me explicou que ficou meia hora me esperando.

Então eu disse : “Ok, valeu a intenção, deixa pruma próxima.” e eu desliguei vendo a senhorinha ao meu lado rir da minha cara.E o que eu fiz?Eu ri.Ri muito de mim mesma.

Meu primeiro Bolo, que lindo. *–*

Então até aí era um bolo, pruma garota normal seria o fim da saidinha, do passeinho, do sejalaoquefor.Mas quem disse que EU sou normal?

Muito pelo contrário, eu sou CINEFILA.

Então eu corri pra dentro do cinema e encostei na bancada e pedi pra atendente: “Uma meia entrada pro filme da próxima seção, por favor!”

A mulher ficou me olhando e então falou :”O próximo é Star Trek, 14:45″

E eu? “Ótimo, esse aí mesmo!”

Então fui eu esperar por Star Trek parada em pé do lado da bombonier.E é claro que eu, como uma gordinha feliz, comprei a maior pipoca da bombonier.

E fui feliz e saltitante para o meu encontro com o Capitão Kirk.

E, sinceramente, eu me diverti muito mais do que jamais havia imaginado que iria me divertir em um primeiro encontro.Capitão Kirk é um ótimo cara, apesar de ser doidinho.

=D


Tá, isso tudo foi uma brincadeira só pra mencionar o filme que eu vi hoje, e gostei.

Star Trek está repaginado, e apesar de nunca ter visto os antigos, eu acredito que esse novo não desagradará assim a tanta gente, pelo menos não se eles forem “Trekkies” como a moça sentada ao meu lado, que saiu de lá dando altas risadas.

Sem contar que  Zachary Quinto fez do Spock um cara bem sensual. 😉

J.J. Adams fez um bom negócio em investir nessa “refilmagem”, porque ela está linda e gostozissima de se ver.

Foi a primeira vez que eu fui ao cinema sozinha, e se todas as vezes forem satisfatórias como Star Trek, eu vou muito mais.

Agora eu vou nessa, porque o J.T. Kirk está me esperando no portão.

Ana Coelho.

Anúncios

Link permanente 1 Comentário

Podcast #004 – PP pré-páscoa (trocadilho by Ana)

abril 9, 2009 at 10:02 pm (Uncategorized)

Quarto podcast no ar, cheio de participações…

PODCAST #004
GRAVADO EM: 03/04/2009

Comigo (Igor), Ana, Bruno, Fernanda (finalmente), Samuel e Nayara (com N, mesmo o Bruno dizendo com M). Pra variar, sem tema nenhum, mas com uma polêmica pergunta da semana (uuuuhh) e uma grande novidade: O PLAYER!!!!!… [pausa dramática]… Enjoy!

Para ouvir, basta ir no site de podcasts do Paulla Perigo. Se quiser baixar, clique aqui.

Link permanente Deixe um comentário

Vontade.

abril 3, 2009 at 1:40 am (Uncategorized)

Vou “te contar-te” que eu senti vontade de escrever sobre um pensamento que tive hoje durante uma reunião familiar aqui na minha casa.

Bom, minha família tem por habito se ruinir todas as quintas-feiras para rezar o evangelio segundo o espiritismo desde que me conheço por gente.Eles já mudaram muito os dias da semana, mas sempre fizemos essa reunião durante toda a minha vida.Mas não é nisso que eu quero falar.

Eu estava pensando, durante a leitura de um dos livros, o quanto a vida me afastou da minha fé, das minhas crenças e de meus sonhos.

Eu costumava censurar minha irmã mais velha que há alguns anos costumava dizer que já não acreditava mais em nada.Não que eu não acredite mais em alguma coisa, mas eu não tenho mais a mesma fé.Parece ser algo automático na minha vida passar em frente à paróquia da minha rua e fazer o sinal da Cruz, parece automático na minha vida rezar para uma boa noite de sono.

Hoje em dia tudo anda parecendo muito automático.

E é exatamente aí onde eu quero chegar.Até um simples “não” ou “sim” está parecendo automático para mim nos dias atuais.E o que seria isso?Quem ou o que seria o culpado por isso?Eu não sei.E acho que não existe alguém que possa saber.

Acho que o único culpado é o tempo e a própria vida que nos força a seguir alguns caminhos, os que estão na nossa frente…

Ana

Link permanente Deixe um comentário

Podcast #003 – Quatro meses depois…

março 10, 2009 at 2:54 am (Uncategorized)

Primeiro podcast do ano (impróprio para menores de 18 anos), aproveitem!!!

PODCAST #003
GRAVADO EM: 09/03/2009

Sem apelidos, várias participações e um papo bem legal de se escutar. Não esqueça de responder a pergunta da semana “O Bruno é virgem?” e, por favor, comentem…

Obs.: Ana quase diz a senha do e-mail no final…
Obs. 2: Não consegui colocar o player, o jeito, por enquanto (sem trema), é baixar. Desculpa aê!

Para ouvir, basta ir no site de podcasts do Paulla Perigo. Se quiser baixar, clique aqui.

Link permanente 6 Comentários

Ana lógico…

fevereiro 14, 2009 at 12:23 am (Uncategorized)

Bom, o título do post diz muito desta semana de “volta as aulas” na minha bela(mentira) turma de Produção e Pesquisa Audiovisual.

É sempre bom voltar as aulas e rever todo o pessoal com o qual nós passamos os últimos 9 meses grudados.É sempre bom ter novidades pra contar, ter descobertas novas pra compartilhar.É sempre bom brigar durante um dia inteiro com alguém, e no fim da tarde abraçá-lo e ir para sua casa.

Não existe nada mais gostoso do que finalmente sentir-se realizado em estar perto de algumas pessoas, nada melhor do que finalmente perceber (a tempo) que essas pessoas também sentiram sua falta e que também querem estar perto de você.

Contar piadas, fazer brincadeiras sem graça, brigar, bater, morder, assoprar, beijar, apertar, beliscar, sorrir, dançar, pular, relembrar…

Tudo isso faz de cada dia da minha vida mais gostoso de se viver.

Estar no meio em que estou, com as pessoas que tenho a minha volta, com as pessoas que não tenho e quero ter a minha volta, com as descobertas que fiz, faço e irei fazer; Tudo isso faz com que a cada dia eu queira mais e mais viver, a cada manhã acordar mais cedo para aproveitar ainda mais cada segundinho perto das pessoas que amo.

E o que eu percebi?

Que amo e posso amar muito mais pessoas do que as que eu pensei já ter amado.Do que as que eu pensei estar amando.

O amor é um estado de espírito, e se você o alcançar algum dia, você conseguirá mantê-lo o tempo certo dentro de você, para que possa amadurecer e ser espalhado por todos à sua volta.

Amar é estar por perto sempre, mesmo quando se está longe demais para saber.

“Mas professor, esse corte seco eh analógico, né?”

Ana, lógico!“[piadinha infame detected/]

Ana Coelho

Corey Crowder – Innocence

Link permanente 1 Comentário

Quanto tempo…

fevereiro 4, 2009 at 3:43 am (Uncategorized)

Depois de abandonar o Paulla Perigo por alguns mese, fiz outros sites, volto  sem saber o que dizer. :\ Só que agora não atenderei mais pelo apelido pelo qual eu era eu era conhecido antes… Procura nos posts antigos que você acha.

Enfim, nada pra falar mesmo não, só de séries(Grey’s Anatomy, Lost, 30rock, Damages, House, Gossip Girl) ,mas não agora.

Só vou postar a música que mais estou ouvindo no momento, espero que gostem. Fui…

Oasis – Stop Crying Your Heart Out

Igor Pinheiro

Link permanente Deixe um comentário

Tatuagem.

janeiro 30, 2009 at 2:55 am (Uncategorized)

Eu fui agorinha ao Blog do Rafa e o post dele me inspirou muito à escrever umas coisinhas.
E eu vou escrever.

Bom, eu fui aproveitar esse finzinho de férias dos meus amigos, porque eu tenho uma semana a mais que eles, na casa de uma amiga que eu acabei perdendo muito o vinculo por muitos motivos.
Bem, algumas coisas da vida a gente realmente não consegue esquecer.Quando eu coloquei os pés na casa dela, a casa na qual eu praticamente vivi metade da minha infância, era como se tudo voltasse pra mim, como se aquela casa estivesse cheia de risadas perdidas, de piadas estendidas.
Aquela casa estava completamente repleta de emoções, das mais raras e puras emoções.
Faziam dois anos que eu já não pisava mais la dentro, e tudo aquilo parecia novo e familiar ao mesmo tempo.
Nós passamos 5 horas conversando, e ela costuma ser uma pessoa muito mais fria do que eu, mas eu descobri que o tempo amoleceu o coração dela, e endureceu o meu.
Eu descobri que ela se lembrava de muitas coisas das quais eu achei que ela nunca tivesse levado em consideração.
Nós fomos criadas juntas, nossa família é como uma só.Mas nós duas sempre tivemos nossas diferenças e nossas brigas constantes.
E foi incrível para mim como ela conseguiu superar todas as diferenças e entendeu qual era o nosso lugar.

E eu me senti muito emocionada por estar ali com ela, relembrando de quando nós levávamos barbies para o box da avó dela e brincávamos de piscininha dentro do tanque, de quando dávamos aulas à bonecas de pano e à vassouras.Quando brincávamos de enfermaria com nossos brinquedos quebrados.
Relembrando até de coisas relativamente novas, como se nós fossemos duas senhoras de meia-idade sentadas em um banco verde-musgo numa praça repleta de crianças melequentas.
Relembrando de quando caíamos rolando no chão com nossos amigos que infelizmente não estão mais por perto, relembrando de conversas sobre namorados e términos de namoro.
Relembrando e relembrando.
Toda a nossa vida vista de dois angulos completamente diferentes, mas coma mesma doçura.

“E quando envelhecermos, vamos fantasiar que o mundo era melhor, que os políticos não eram corruptos e que os mais novo respeitavam os mais velhos…”

À todos nós, e a tudo que passamos…
Beijos, Ana Coelho.

Link permanente 4 Comentários

prontofaley.

janeiro 22, 2009 at 2:39 am (Uncategorized)


Rafael Cortez em um curta metragem.

Bom, eu estou a todo o vapor, me joguei legal na porcaria das férias e agora as aulas já irão voltar (le-se dia 9 de fevereiro)

Eu queria postar aqui as fotos da viagem que eu fiz para Figueira, Arraial do Cabo.Mas infelizmente meus Toddynhos(companheiros de aventura) ainda não me repassaram as fotos.

Então fiquem satisfeitos com o vídeo do Rafael Cortez, já que é super tudo haver conosco, jah que estudamos Produção Audiovisual.

(y)

11 à 19 de janeiro, em alguns parágrafos:

~>Eu fiquei quatro dias dormindo com 5 garotas completamente diferentes de mim, com cinco pessoas criadas de maneiras completamente diferentes das minhas e que cagam pra tudo o que eu mais prezo na vida.Essa experiencia rendeu muitos pensamentos dentro de minha mente adubada por informação e criação.

Eu passei tempo demais reprimindo tudo o que eu queria sentir, dando valor à coisas que elas não dão e tem a baldes, e eu nunca tive.São coisas na vida que nos fazem abrir os olhos e enchergar um futuro melhor para nós mesmo.

E se você que está me lendo agora (ui que sexy) também se sente um pássaro na gaiola, manda todo mundo cagar e se joga nesse restinho de férias que te sobrou.Vá a alugares que nunca foi.Ande 6 km na areia da práia sem beber água e sem parar.Durma com 5 criaturas completamente diferentes de você.Passe 3 madrugadas ouvindo as histórias delas e na quarta madrugada, acenda uma fogueira na praia e conte as suas próprias histórias.Não se iguale, não se irrite.Apenas tente compreendê-las sem necessitar de compreenção em retorno.

E quando se livrar deste inferno astral terrível, vá a um lugar e dance com alguém 15 anos mais velho que você.Sertifique-se de que ele esteja mascarado e que você nem desconfie de sua idade.Antes que ele tire a mascara, veja alguns peitos nus e então trate essa pessoa, com uma década de experiencia a mais que você, com muito carinho.Não pergunte seu nome, não troque informações, apenas dance e trate-a como trataria o amor da sua vida.

Flerte sem trocar palavras com mais umas duas ou tres outras pessoas e vá para sua casa no final deste dia.


Depois volta aqui e comenta dizendo como foi a experiencia de ser alguém MELHOR.


beijos, Ana.

Link permanente 1 Comentário

Not Big, Boy.

janeiro 7, 2009 at 1:45 am (Uncategorized)

[c=2]Igor Pinheiro[/c] diz:
qnto tempo a gente não se reuni
[c=63][b]Dylan                     ((sonheii com a mãe loira .-.  [/b][/c] diz:
¬¬
Ana.Coelho_ diz:
truth
Ana.Coelho_ diz:
ah, esqueci de perguntar Igor
Ana.Coelho_ diz:
dia 9 de fevereiro?
[c=2]Igor Pinheiro[/c] diz:
isso
[c=63][b]Dylan                     ((sonheii com a mãe loira .-.  [/b][/c] diz:
truth= ceita damorte que ela fala sempre que entra em chats

[c=63][b]Dylan                     ((sonheii com a mãe loira .-.  [/b][/c] diz:
e alg morre no caribe
[c=2]Igor Pinheiro[/c] diz:
uashdusahdusahduhsda

Opaaa galeraa!!

Como foram de virada de ano?E de Natal??

Eu juro que eu senti um pouco de falta desta loucura aqui, e que eu tou qaqui mais para matá-la do que outra coisa.

Eu estava aqui, há poucos minutos conversando no msn com o Cachorrão e o Dylan, e eles fizeram o Xét, Xét, Xétliiiiiiiiine.E já faz um bom tempo que nós não fazem isso, então o Dylan me manda essa coisa no comecinho da conversa.Foi irresistível.

Espero que estajam todos curtindo muito o verão, pois eu NÃO estou.

Beijos, Ana Coelho.

(d-.-b)Not Big-Lily Allen(d-.-b)

Link permanente Deixe um comentário

Odiei, beijos.

novembro 20, 2008 at 9:28 pm (Uncategorized)

Ooooooopa, feriadão e eu aqui em casa sem fazer na-da.

Perdi o showzaço do Jay Vaquer que está tendo no VivoRio hoje, por causa dos surtos da minha mãe.Começo à acreditar que toda mãe gosta de martirizar os filhos.

Enfim…

Alguém aí viu o jogo vergonhoso de ontém??

Tudo bem que eu estava torcendo para Portugal(agora é a hora em que vocês me apedrejam) mas que seleçãozinha de merda que o novo técnico escalou ein?

Putz grila.

E eu gostava tanto do Ricardão no gol…Pelo menos ele manteve o Simão e o Dequinho.Sem eles Portugal não é nada.

Se bem que o Felipão comandou muito melhor.Enfim…

Eu não tenho muito o que falar da seleção Brasileira, porque tudo que eu observei no primeiro tempo sobre a seleção Brasileira eu esqueci com aquela tomada da saída do campo.Eu juro que cheguei a me assustar, como é que o Cristiano tava gostooooso.

ahushauhsuhaushauhsuhaushauhsuahusha.

ah, tive que falar.

Bom, vou continuar aqui ouvindo meu Cd idoso do Jason Mraz.

E não, eu não sou uma surfista.Eu gosto de tudo que é tipo de música mesmo.

Ah, e falando nisso(tem naaaada a ver, mas beleza) o site de fanfics que eu e Bia citamos no podcast é http://www.fanficaddiction.com.br

E eu comecei à ler a fic que ela diz estar lendo.A OhBoy! É bem legalzinha. Levando em conta que eu tenho imaginação fértil e já pensei até num seriado pra quela estória.

Aiai, se eu tivesse dinheiro.

Jason Mraz-Geek in the Pink

beijos, Coelho

Link permanente Deixe um comentário

Next page »